quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Porque a maconha é ilegal? Porque legalizar?

Olá caros estenosos..

Ano passado o Mijuca, presidente do Uruguai, propôs a legalização controlada da maconha em seu País, proposta essa que foi criticada por vários países, pela ONU e por diversos cidadãos uruguaios.

"A maconha faz mal", "ela torna as pessoas agressivas", "Isso é coisa de vagabundo", "Isso é um absurdo", esses e vários outros comentários podem ser encontrados sobre a legalização da maconha, comentários esses que não base nenhuma, há não ser a base foi imposta pela mídia para a sociedade.
Primeiramente, para tratar de tal assunto, temos que voltar um pouco na história, década de 30 nos EUA, até então a maconha não era ilegal, ela era consumida por imigrantes ilegais mexicanos que trabalhavam nas lavouras dentre outros subempregos e nas horas de lazer eles fumavam a "erva do diabo", com o aumento da população, como em qualquer outro lugar do mundo,  cresce também a criminalidade, logos os imigrantes sem benefícios do governo americano, começaram a praticar furtos e se envolver na criminalidade.

A partir disso os americanos começaram a associar a maconha com a criminalidade, afinal quem fumava eram mexicanos e pra lá mexicano era sinônimo de bandido. Não demorou muito e o governo começou a investir em propagandas para alienar a população sobre a droga e só foi questão de tempo para a "erva do diabo" se tornar ilegal.

Como sempre, o resto do mundo, cansado em pensar sobre as coisas, copiam o que os EUA fazem e criminalizaram a maconha também.

Porém já se passaram 80 anos desde então e ainda assim, a maconha continua Ilegal em todo o mundo, mas a pergunta que eu faço é, "Porque ela ainda continua Ilegal?", sendo que já existem muitas pesquisas falando sobre os benefícios que a Cannabis Sativa (nome cientifico da maconha) traz para a saúde, economia de um país e para a o planeta.

"- A, mas a maconha traz violência para a sociedade", você pode alegar isso, mas se você parar pra pensar, toda violência que gira sobre maconha está ligada a sua proibição e não ao seu uso, o tráfico só existem por ela ser ilegal.

Veja agora 10 motivos para a legalização da maconha (tirados do site Legalização da maconha)

1. Não causa dependência química. Pelo contrário, é utilizada em várias partes do mundo como auxiliar no tratamento da dependência química.Há um estudo da Universidade Federal de São Paulo realizado com dependentes de crack que foram tratados com maconha. Crack! Após 6 meses, 68% deles haviam trocado o crack pela maconha… Grande coisa, né? trocar um vício por outro. Sim, já seria grande coisa trocar uma substância devastadora por uma que praticamente não causa danos… Porém, após 3 anos desses 68%, TODOS, TODOS, expontaneamente largaram a maconha e não usaram mais nenhuma outra droga.} A maconha não é a “porta de entrada” para as drogas, mas pode ser uma “porta de saída”.
2.
 Não é inteiramente inofensiva, mas é muito menos danosa do que outras substâncias legalizadas, como álcool e tabaco.
Muita gente não sabe, mas é IMPOSSÍVEL alguém morrer de overdose de maconha. A quantidade necessária para isso seria SETECENTOS MIL BASEADOS FUMADOS EM MENOS DE 15 MINUTOS! A título de comparação, a dose potencialmente letal de cafeína pode ser ingerida em 42 xícaras de café.
3. 
Há milhares de anos a maconha é utilizada medicinalmente e até hoje salva vidas.
Os principais usos medicinais reconhecidos cientificamente e legalizados em algumas partes do mundo hoje são: combater enjôo (para que pacientes de câncer possam enfrentar quimioterapia), abrir o apetite (para que pacientes de AIDS não morram devido à falta de peso) e regular pressão intra-ocular (para que pacientes de glaucoma não fiquem cegos)A maconha não mata. A hipocrisia sim. Com a legalização os pacientes vão poder adquirir legalmente e com controle de qualidade o medicamente de que precisam.
4.
 Tem milhares de aplicações industriais e era ela e não o petróleo a matéria-prima base no mundo até ser proibida por interesses comerciais. Da maconha se faz papel, tintas, medicamentos, combustível, tecidos, cosméticos e uma série de produtos que não caberia aqui! O primeiro Ford Modelo T era feito de aço e maconha e movido a combustível feito de maconha!


A fibra de maconha além de ser muito mais resistente, flexível e durável do que a do algodão, precisa de muito menos água e agrotóxicos. Relegalizar a maconha é proteger o meio ambiente.
5. Porque é sagrada para fiéis de diversas religiões e a nossa constituição garante a liberdade religiosa.
6. Porque a proibição é um absurdo jurídico! Não é possível haver um crime sem que haja pelo menos uma vítima! No futuro olharão para trás e verão a proibição da maconha com o mesmo horror com que hoje vemos a Inquisição.
7. Todos tem o direito de fazer o que quiser com o próprio corpo. Nem mesmo auto-mutilação é criminalizada. Por que fumar maconha seria?
8. O povo nunca foi ouvido. A proibição foi imposta ao mundo por interesses comerciais. Nem mesmo o povo dos EUA foi consultado. A discussão no Congresso deles durou menos de 10 minutos. Propuseram proibir a “marijuana, a perigosa droga mexicana que transformava homens em animais”. Quando os congressistas souberam que se tratava da Cannabis, já era tarde.A Associação Médica Americana foi contra a proibição da maconha, mas foi ignorada. Hoje médicos e pesquisadores de todo o mundo defendem a relegalização.
9. Porque, apesar de a maconha nunca ter causado uma morte sequer, a repressão ao cultivo, ao comércio e ao uso faz milhares de vítimas fatais no Brasil. Sem contar os bilhões de reais que são desperdiçados nessa guerra sem sentido.
10. Consequentemente, para acabar de uma vez por todas com o tráfico de maconha.Enfim, o que precisamos de fato é informação e não alienação, existem várias "verdades" que acreditamos e nem sequer ousamos questionar a sua veracidade ou o porque daquilo.


E você? o que acha sobre isso tudo?


Um comentário:

  1. Olá de novo! Não sei qual comentário via ler primeiro, se ler o outro vai logo perceber que sou contra a liberação da maconha, mas também sou contra achar o usuário bandido só por usar, o que conta mesmo são as atitudes de cada um.
    A grande verdade é que o tema é complicado e geralmente só defende a liberação quem tem interesse nisso, ou seja, quem quer usar a vontade sem ser incomodado.
    No outro comentário, comentei que se quisermos podemos justificar qualquer coisa, não é difícil encontrar estudos tanto a favor quanto contra a maconha, e olha que todos parecem sérios.
    Em (http://veja.abril.com.br/blog/ricardo-setti/politica-cia/maconha-faz-mal-sim-quem-afirma-e-a-medicina/) há um bom texto contra, Já em (http://super.abril.com.br/ciencia/verdade-maconha-443276.shtml) há um grande texto a favor e achei também algo mais em (http://www.projetovidaurgente.org/Pagina/35-2/VERDADES-E-MENTIRAS-SOBRE-A-MACONHA.html).
    Mantendo como está, mas descriminalizando seu uso, ainda assim restaria uma contradição que é proibir a venda de algo que seja permitido usar.
    A sua liberação por completo será uma incógnita, daqui a algumas décadas.
    Na pior das hipóteses, não vejo prejuízo nenhum em continuar a ser proibida, muito embora concorde que usuário não é bandido, pelo menos até ficar muito doidão e sabe-se lá o que ele poderia fazer.

    ResponderExcluir

Obrigado por seu comentário!!!
Volte sempre!