segunda-feira, 26 de março de 2012

Além do elevador Lacerda

 Elevador Lacerda, "cartão postal" de Salvador
Mesmo quem nunca esteve em Salvador conhece o Elevador Lacerda. O icônico prédio em "Artdecô" é um dos mais famosos cartões postais da capital baiana. Turistas do mundo inteiro pagam diariamente alguns centavos para fazer o percurso de menos de 30 segundos entre a parte baixa e alta da cidade, num circuito que permite a ligação entre dois pontos importantes: o Mercado Modelo e o Pelourinho, com direito a uma vista espetacular da Baia de Todos os Santos em sua parte mais alta.



Sem os Ascensores e Planos Inclinados, a única alternativa são as intermináveis ladeiras de Salvador

Os habitantes da primeira capital do Brasil sempre tiveram que transitar entre os "dois pavimentos" da cidade, subindo e descendo suas íngremes encostas desde o século XVI. As duas partes se complementam: na cidade alta localizam-se os principais setores residenciais, comércio e o Centro Histórico, e na cidade baixa, as indústrias, escritórios e o porto.


Salvador, uma cidade de "dois pavimentos"


Para facilitar este percurso, ao longo dos séculos alguns meios de subir e descer pessoas e cargas rapidamente pelas ladeiras foram idealizados e implantados na cidade, que até hoje conta com dispositivos deste tipo, que são conhecidos como os "Planos Inclinados de Salvador".


Gravura alemã do século XV (1405), mostrando o projeto de um elevador
A primeira referência conhecida ao sistema é de 200 anos antes de Cristo
O primeiro dispositivo documentado deste tipo na cidade data do século XVII. Nada mais do que uma rampa contendo alavancas e contrapesos, ficou conhecido como "Guindaste dos Padres", pois era operado pelos padres do Convento Jesuíta.
Mas foi no século XIX que a integração de ascensores integrados ao sistema de bondes de Salvador ganhou força, e o principal deles foi o Elevador Lacerda. 


Elevador Lacerda em 1875


Quando os primeiros elevadores foram inaugurados no local, em 1873, foi batizado oficialmente de "Elevador Hidráulico da Conceição da Praia", e logo apelidado de "Elevador do Parafuso".


Parte superior do Elevador Lacerda na década de 20
Uma bela vista, mas com pouca segurança


Ele era muito diferente de hoje: inicialmente eram dois elevadores que funcionavam como contrapeso um do outro, obrigando que eles funcionassem de forma sincronizada, pois quando uma cabine subia a outra descia. 


Foto da década de 20

Os elevadores originais tinham parte de seu percurso escavado diretamente na rocha sob a cidade baixa, sendo modernizados ao longo das décadas. 


Antônio de Lacerda, 
o Engenheiro que idealizou e investiu no Elevador que depois foi batizado com seu nome

Em 1896 o nome foi mudado para "Elevador Antônio de Lacerda", em homenagem ao seu idealizador e principal investidor, o Engenheiro Antônio Francisco de Lacerda, fundador da Cia de Transportes Urbanos. 


Foto de 1930
Prolongamento do Elevador Lacerda, que virou sua marca registrada


Outra foto da mesma época


Em 1930, foi construído o característico prolongamento do terminal, que adicionou mais dois elevadores ao complexo. Em 1961 foi feita mais uma substituição dos elevadores, aumentando sua capacidade e velocidade. Atualmente, mais de 750 mil pessoas utilizam os elevadores mensalmente, a um custo de quinze centavos por viagem. 


Placa de 1961, comparando os elevadores inaugurados pelo então prefeito Heitor Dias

Mas não foram apenas estes os dispositivos construídos para facilitar o trânsito dos baianos entre os dois níveis da cidade. Até hoje continuam em operação dois Planos Inclinados e aguarda-se uma definição sobre a situação de outros dois.


Plano Inclinado Gonçalves

Plano Inclinado Gonçalves
Num local bem próximo ao Elevador Lacerda encontra-se o Plano Inclinado Gonçalves, ligando o Bairro do Comércio ao Pelourinho, onde funcionara desde o século XVII o "Guindaste dos Padres".

Gravura de Salvador feita no Séc. XVII
As rampas para subir à cidade alta já tinham destaque

Foi inaugurado em 1874 com dois vagões, mas depois de alguns anos, por volta de 1888, começou a ser administrado por uma empresa inglesa de funiculares sem nenhuma experiência, que usaria uma plataforma plana, que transportava bondes a cavalo inclusive com os animais. Algum tempo depois foram instaladas cabines fechadas para transporte de passageiros, mas vários acidentes causados pela incompetência da empresa fizeram com que o serviço de "chariot" (carro) encerrasse as atividades.

Veja a localização do Plano inclinado Gonçalves no Google Maps

Visualizar Sem título em um mapa maior

Foi então que foi feita uma encomenda para a empresa alemã Maschinefabrik Esslinger, perto de Stuttgard, que oferecia um sistema seguro de funicular com trilhos, cremalheira, carros, propulsão a vapor e cabos. 

Logo da empresa alemã Maschinenfabrik Esslingen
Comprada pela Daimler-Benz na década de 60, funciona até hoje como empresa de Leasing

A construção das estações superior e inferior ficaram a cargo da Prefeitura. 

Estação superior do Plano inclinado Gonçalves

O nome original da linha foi Dona Izabel, em homenagem à Princesa Real, mas em função da recente Proclamação da República, decidiu-se mudar o nome para "Gonçalves", em homenagem ao Engenheiro Manuel Francisco Gonçalves, diretor da empresa que exploraria a linha. Em 1909 a linha foi eletrificada e sua estação inferior foi reconstruída.

Detalhe dos carros do Plano Inclinado Gonçalves

Em 1931 ocorreu uma outra grande reforma, com instalação de novos carros da empresa americana Brill, obrigando uma alteração na inclinação das linhas e nas plataformas das estações.

Em pleno séc. XXI, os carros do Gonçalves continuavam com controles da década de 30

Ao longo das décadas seguintes, a má administração pública foi sucateando o Plano Inclinado Gonçalves, cujo funcionamento teve vários períodos de suspensão. Em 1998 o sistema foi revitalizado, no que parecia ser o renascimento dos Planos Inclinados. 

A suspensão dos serviços em 2011 causou efeito devastador no comércio da região em torno das estações

Infelizmente, desde fevereiro de 2011 o Plano Inclinado Gonçalves deixou de funcionar sob alegação de problemas de instabilidade da encosta onde ele está instalado. As obras de reforma para que este centenário meio de transporte seja reativado nem começaram.

Veja mais fotos do Plano Inclinado Gonçalves em...



Plano Inclinado do Pilar
Estação do Plano inclinado do Pilar
Localizado no bairro do Pilar, foi inaugurado em 1897 e eletrificado entre 1912 e 1915, quando também recebeu novos carros da empresa norte-americana Brill (a mesma que anos depois faria a reforma no Plano Inclinado Gonçalves).

Vista do Porto e da Baia de todos os Santos do alto do Plano do Pilar

O mesmo descaso público que provocou a decadência de outros Planos Inclinados e Ascensores atingou em cheio o Pilar, que foi fechado na década de 70, servindo durante anos como abrigo para mendigos e sem-teto.

Carro do Plano Inclinado do Pilar
Em 2006, no aniversário de 457 anos de Salvador, foi realizada uma revitalização completa do Plano inclinado do Pilar, com instalação de um novo sistema de carros com capacidade para 20 passageiros ou 1500 kg.


No final de 2010 os serviços foram suspensos para manutenção, sendo reabertos depois de um ano, no final de 2011. Até quando?


Veja a localização do Plano Inclinado do Pilar no Google Maps

Visualizar Plano Inclinado do Pilar em um mapa maior

Veja mais fotos do Plano Inclinado do Pilar em...


Plano Inclinado Liberdade-Calçada

Vista geral do Plano Inclinado da Liberdade

O mais recente Plano inclinado soteropolitano, construído em 1981. Funciona com pneus sobre dois trilhos paralelos, ligando os bairros da Liberdade (acima) e Calçada (abaixo), propiciando integração com a linha de trens de subúrbio de Paripe.

Mais moderno, o Plano Inclinado da Liberdade funciona sobre pneus
Plano Inclinado da Liberdade, construído sobre a "Ladeira do Inferno"

Antes da construção do Plano Inclinado no local, existia ali uma Ladeira chamada de "Ladeira do Inferno", que era tão íngreme e escorregadia que quando chovia as pessoas desciam agachadas. Mesmo assim era muito usada pelos moradores, pois era a forma mais fácil de chegar até a Estação de Trem.

Veja o Plano Inclinado Liberdade-Calçada no Google Maps

Visualizar Sem título em um mapa maior

Também ficou parado em várias oportunidades para manutenção, mas atualmente está em funcionamento.


Elevador do Taboão

Foto atual do que restou do Elevador do Taboão

Finalmente, o mais triste exemplo de descaso do poder público com o patrimônio histórico é o Elevador do Taboão, também na região do Pelourinho.

Veja a localização do Elevador do Taboão no Google Maps

Visualizar Elevador do Taboão em um mapa maior

Inaugurado em 1865 e fechado em 1961, tinha uma bela estrutura metálica e era operado por um maquinista que ficava no interior do próprio elevador. Apesar de pequeno, economizava muito tempo e esforço dos moradores que queriam se locomover entre a parte alta e baixa do Pelourinho.
Descaso público no Elevador do Taboão, que poderia ser mais uma atração turística no Centro Histórico

Apesar dos constantes anúncios de que a estrutura será restaurada, nada acontece na prática, e o que poderia ser mais uma atração turística da região mais visitada da cidade, hoje não passa de um monte de ruínas utilizada como abrigo para sem-teto, marginais e mendigos.



A grande pergunta a ser respondida é: Como um povo orgulhoso de seu patrimônio e cultura como o baiano pôde deixar algumas das mais interessantes e pitorescas instalações urbanas nesta situação ?

É óbvio que os administradores que governaram a cidade ao longo de décadas foram os que mais contribuíram para este triste quadro, mas cabe aos soteropolitanos e brasileiros em geral cobrarem a mudança, para que a fantástica cidade de Salvador, primeira capital brasileira, fique nas manchetes por causa de suas qualidades, e não pelos seus defeitos.

Saiba mais sobre os Ascensores e Planos Inclinados de Salvador em


Seleção de Fotos Antigas de Salvador. Imperdível!


Por quê Plano Inclinado ? 
fonte: RIOBLOG:

Um comentário:

  1. Hi, i think that i saw you visited my blog so i came to “return the favor”.
    I

    am trying to find things to improve my web site!
    I suppose its ok to use a few of your ideas!!
    Also visit my web site :: property equity release schemes

    ResponderExcluir

Obrigado por seu comentário!!!
Volte sempre!